quinta-feira, julho 26, 2007


Redoma (T) 2003

Cor assertiva – está confiante este Redoma (T) 2003!
Nariz fresco de alta intensidade. Não evitamos pensar como deve ser difícil fazer um vinho com tanta frescura num ano quente como o 2003...

Na boca é Douro, Douro e mais Douro: i.é, fruta elegante, sem excessos, postura fina e séria, alguma rusticidade. Mais 5 anos em garrafa não lhe trarão mal algum. Madeira integrada, final longo e a denotar mais e mais frescura (que alegria!).

A antítese de um vinho monótono e previsível que nos acompanha faz várias colheitas (para o ' 2001 ver aqui). Mais palavras para quê?

17,5

Próximos textos: Quinta do Vale Meão (T) 2002, Projectos Niepoort, visita à Quinta da Gricha (Churchill's), prova da colheita 2004 da Quinta do Perdigão.

2 comentários:

Anónimo disse...

Quando não se tem nada para provar inventa-se.

João Barbosa disse...

belo!