terça-feira, julho 31, 2007


Quinta do Vale Meão (T) 2002

Quando surgiu no final da década de ´90 apareceu como um furacão e arrecadou, de imediato, elogios de toda a parte. Naturalmente, quando o provei aconteceu-me o mesmo: na altura, com o Vale Meão 1999, fiquei perdido com tanta "força tranquila".

Colheita após colheita, o elevado standard mantém-se imperturbável. Por isso, e a par de dúvidas que vêm sendo levantadas sobre a longevidade das primeiras colheitas, importa conhecer, a título de desafio, como se porta o Vale Meão no pior ano do Douro desde que surgiu no mercado.

Belíssima cor cereja muito escura com ligeiros laivos violeta. Auréola ligeiramente acastanhada a revelar cuidada evolução.

No nariz começa com fruto em geleia em grande intensidade mas sem se tornar monótono ou excessivamente doce… enfim tudo começa com qualidade excelsa e, nesta fase, é um tinto de puro prazer. Depois, ½ hora volvida, revela-se um lado floral proveniente da touriga nacional que marca (e de que maneira!) o lote. Passada mais outra metade de hora, e é notar uma nova mudança de perfil… agora mais químico onde referências a tinta-da-china se impõem.

De resto, é um tinto muito cheio, boca larga, com final muito saboroso. Por mim (e para mim) pode aguardar mais 3 anos em garrafa.
*

Sugestão de acompanhamento? Poucos – mas bons – acepipes (ver foto). É um filho grande de um ano menor!

18


Próximos textos: Projectos Niepoort, visita à Quinta da Gricha (Churchill's), prova da colheita 2004 da Quinta do Perdigão, Quinta do Alqueve 2 Worlds (T) 2004.

7 comentários:

Pedro Guimaraes disse...

Caro...

Agrada-me ler este conselho de guardar a garrafa mais uns anos...parece-me que a grande maioria dos apaixonados do vinho bebem as garrafas cedo demais...2002 foi um ano considerado menor, no entanto acho que nos vinhos de topo a falta de fruta inicial aliada a acidez marcante, podem significar grates surpresas no futuro. Abri a poucos dias um Pintas 2002, estava magnifico e tambem nao vou abrir outra garrafa nos proximos 3 anos...

Abraco
Pedro Guimaraes

Nuno de Oliveira Garcia disse...

Concordo. O ano 2002 provocou tão baixas expectativas que pode vir surpreender daqui a 3/5 anos, sobretudo nos vinhos que apresentarem a força, a acidez e o corpo necessários para uma boa evolução.

É também interessante notar que algumas marcas de topo se mostrem tão consistente na qualidade mesmo em anos maus (ou melhor, anos “menos bons”). É como dizes, o Pintas 2002 estava magnífico, assim como este Vale Meão.

Abraço,

Nuno

João Barbosa disse...

belo! muito belo!

VinhoDaCasa disse...

O Quinta e o Lagar de Macedos ambos de 2002, também são qualquer coisa de fenomenal...

Vale Meão só bebi apenas um há pouco tempo. O de 99 e gostei muito da forma como o vinho se mostrou. Fino, requintado, nobremente evoluído. Será assim um Barca Velha?

Pedo Guimaraes disse...

O Quinta de Macedos, digo-o sem qualquer reserva, é um dos melhores vinhos do douro...ainda bem que algo esquecido ou o preco muda. Bebi muito poucos vinhos do douro com a mesma complexidade, intensidade e promessa de futuro. Um dos primeiros na minha lista de compras. Relativamente ao Vale Meao 2002, agrada-me saber que está em forma e para durar. Os vinhos portugueses de topo dos ultimos 7anos constituem ainda uma incognita em termos de potencial de guarda a longo prazo...eu no entanto tenho fé!!!!

Abraco a todos
Pedro Guimaraes

Nuno de Oliveira Garcia disse...

Meus caros,

Os Macedos são muito bons! Dizem, algumas vozes, que correm o risco de "morrerem" brutos, sem a melhor evolução. Até lá... é aproveitar que estão belíssimos.

Não nos podemos esquecer que, em 2002, quem vindimou antes das chuvas teve um ano bom. Por outro lado, em alguns zonas do Douro Superior coemçou a chover em grande quantidade numa fase tardia e, por isso, algumas casas apresentam vinhos de 2002 muito interessantes e até bem "maduros" (eg., Quinta da sequeira Grande Escolha 2002, Quinta Maior 2002).

Abraços,

Nuno

Pat Pending disse...

Ok, após ter lido este post, lá vou ter que guardar a minha garrafa de Vale Meão 2002 (filha única lá na garrafeira...) mais uns tempos!

http://omaquinista.blogspot.com