sábado, fevereiro 26, 2011

de França

Chateau du Beaucastel (T) 2007

Não é fácil não dizer bem de um vinho destes.

A fruta é imensa, a textura acetinada. A complexidade e o corpo andam muito acima da média. Mas falta-lhe acidez, e até mesmo a alguma rusticidade que sempre nos habituaram. Uns dizem que os Beaucastel são hoje mais bem feitos do que alguma vez o foram no passado. Para nós, alguns Chateau9-du-Pape estão a ficar macios, apesar de continuarem a impressionar os sentidos.

Este parece-nos ser um caso desses - com mais fruta do que garra -, apesar de ser de uma colheita recente e, por isso, ainda ter muito para evoluir. Por ora, está bom, bastante bom até, mas não está fabuloso.

17+

6 comentários:

João de Carvalho disse...

Seu infanticida.... hehe

NUNO OLIVEIRA GARCIA disse...

João,

Tens razão, o vinho tem muito para evoluir. Está novo, mas até por isso esperava mais garra dele.

Ab.

Nuno

vinho um ritmo de vida disse...

Andas a guardá-las só para ti...

vintage.pt disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pumadas disse...

Nuno,

Conheço bem esse sentimento em relação a vinhos novos dessa região. Precisam de muito tempo e paciência.
Boa prova.

Abraço,

NUNO OLIVEIRA GARCIA disse...

João,

Tens razão e ainda bem que me compreendes.

Ab.

Nuno