sexta-feira, setembro 08, 2006

Ermelinda Freitas Touriga Nacional (T) 2003


Falou-se muito naquele jantar, e em grande parte sobre (o) trabalho. Já não nos basta trabalhar... Talvez o devaneio tenha sido provocado pelo vinho, quente e acolhedor, um Touriga Nacional da casa Ermelinda Freitas, colhido em 2003.
A cor era de cereja escura, sem sinais de opacidade. O aroma mostrou-se pujante, jovem e destemido, com muita fruta (que "terroir" este das Terras do Sado!) a dominar um conjunto sedutor. Na boca entra macio, mas não demora muito a vir, de novo, o nervo. Fruta madura, com "patine", doce, notas florais encobertas com uma certa força bruta, madeira integrada. Nem no final – persistente por sinal – nos desapontou.
Belo vinho, concentrado e robusto, directo, sem tiques diletantes. A menos de €10, se este vinho não for um sucesso de vendas, é como os Xutos cantam, o mundo está ao contrário!
Bom + (16,5).

10 comentários:

Anónimo disse...

sim senhor, grande vinho.

Bebi-o esta semana num jantar com um amigo.

Curiosamente tivemos sensações diferentes ao prová-lo mas acabei por me levar pela sua sapiência, toque refinado e fino palato.

Também curiosamente - ou não - a forma como ele me descreveu o vinho coincidia com a do autor do post deste grande blog de vinhos.

Pingus Vinicus disse...

Nuno, compraste TN da Ermnelinda na Adega, certo?

Concordo com a tua análise. Mas acho que os vinhos da Dona Ermelinda andam um pouco abrutalhados. O Quinta da Mimosa até arrepia. Que dizes tu?

Um abração

Nuno de Oliveira Garcia disse...

Penso o mesmo, meu amigo, sobretudo o Quinta da Mimosa (que, curiosamente,vende muito bem). Por vezes são mesmo agrestes, mas a fruta madura típica da região ajuda a superar.

Já este TN - comprado na adega, naquela rua estreita - não me parece excessivo. É robusto, concentrado, e até um pouco bruto, mas bebe-se muito bem.

Abraços,

N.

Nuno de Oliveira Garcia disse...

Caro anónimo,

O encanto do vinho é esse mesmo! Tomado a dois, as opiniões são, quase sempre, diferentes. Mas não se deixe levar pelo "fino palato" de alguns. Andamos todos a provar, e todos (pelo menos aqueles que, habitualmente, bebem e provam vinhos) temos opiniões válidas.

Um forte abraço,

N.

PS - Este Ermelinda Freitas não é caro, mas é difícil de encontrar na maior parte das garrafeiras. Deve ter sido um belo jantar...

Copo de 3 disse...

Olha no Carrefour na Semana do Vinho encontras o dito a 7,90€ eu já me abasteci :)

Pingus Vinicus disse...

Já cá canta uma botelha.

Nuno de Oliveira Garcia disse...

Onde? No Carrefour?

Pingus Vinicus disse...

Sim, Carrefour.

dcazores disse...

opinião de um aspirante a amador!

Estranho vinho este, mas faz-me lembrar o Ermelinda Freitas normal, o Castelão.

Cheira bem, parece que estamos na presença de um grande vinho....

Apesar de se beber....
Tem muita madeira,,, chega a amargar...

Como se tivessemos um ferrari e alguem lhe tivesse medido umas rodas de carro de bois... :)

Dá pena... pq parece que podia ser um óptimo vinho.... madeira a mais...

dcazores disse...

opinião de um aspirante a amador!

Estranho vinho este, mas faz-me lembrar o Ermelinda Freitas normal, o Castelão.

Cheira bem, parece que estamos na presença de um grande vinho....

Apesar de se beber....
Tem muita madeira,,, chega a amargar...

Como se tivessemos um ferrari e alguem lhe tivesse medido umas rodas de carro de bois... :)

Dá pena... pq parece que podia ser um óptimo vinho.... madeira a mais...