terça-feira, Junho 23, 2009

NOVIDADE:

Niepoort vintage (P) 2007

Mais uma novidade. Mais um vintage de 2007 (para outros já provados ver aqui), e que vintage este da Niepoort… Logo depois de um excelente 2005 (tanto mais excelente quanto o facto do ano não ter sido "clássico"), a Niepoort volta a superar-se com este belíssimo vintage de boca carnuda, redonda, meio-doce e longo final. Nariz que surpreende por, apesar do pouquíssimo tempo em garrafa, se encontrar, desde já, muito afinado: fruta em destaque com notas de geleia doce de mirtilhos e amoras, exuberante também nas referências florais, um conjunto sedutor "quase quente", mas sem nenhuma percepção típica dos defeitos e feitios típicos em colheitas com sobre-maturação.

É um estilo este que a casa chefiada por Dirk Niepoort está a introduzir nos seus vintages Port faz já algumas colheitas, é um estilo que nos agrada e muito. Um vintage quase perfeito, com longa vida pela frente, sobretudo no equilíbrio dos seus componentes (sendo que equilíbrio não é, por norma, um atributo deste tipo de Porto). Enfim, um vinho tributário de um ano também ele equilibrado, mas um vinho fruto também de um projecto de gerações que parece não querer deixar de melhorar...

18-18,5


PS: O Pingus também o provou. E também o aprovou, aqui!

2 comentários:

RAT disse...

Caro Sr,

Sem querer de forma alguma desrespeitar a sua opinião e contrariamente a outras opiniões suas em que estou basicamente de acordo, discordo da sua avaliação ao “Pombal do Vesúvio de 2007 (Tinto)”, quanto a mim este vinho tem forçosamente que descansar mais um ou dois anos, precisa de amaciar um pouco e integrar o álcool que ainda está muito activo. Já provei duas garrafas em alturas diferentes e cheguei em ambas as ocasiões à mesma conclusão, conclusões estas confirmadas por dois comparsas que muitas vezes me acompanham nestas andanças.

Boas Provas.
RAT

Nuno de Oliveira Garcia disse...

Ex.mo Sr,

Agradeço o seu comentário ao Pombal do Vesúvio (apesar desta secção de comentários ser do Niepoort vintage 07) e dou-lhe os parabéns pelo seu blog que não conhecia.

Temos, efectivamente, posições diferentes, pois eu penso que o vinho pode ser consumido já. Mas concordamos numa coisa: daqui a 2 anos estará melhor.

Noto apenas que a RV (JPM) deste mês também entende que o vinho "pode ser consumido enquanto novo", pois está "um tinto afável".

Um ab. e boas provas para si e para os seus comparsas.

NOG