quarta-feira, maio 28, 2008


Quanta Terra Grande Reserva (T) 2004


Se existisse um prémio ao vinho com o aroma mais marcado pelas referências a cereja e ginja, este tinto seria um dos mais sérios candidatados à vitória. Por outro lado, desde que o provámos praticamente em estreia (ver aqui) o vinho tornou-se mais calmo, apesar de manter uma boca cheia e vibrante. Só que a evolução podia ter trazido mais alguma complexidade sobretudo no nariz... como não a trouxe, mantém-se muito focado nos aromas acima referidos e tem, por isso, a nosso ver, a tendência para se tornar demasiado directo. Muito capaz na boca, vigorosa e saborosa, acompanhou muito bem um rabo de boi no restaurante Orelhas (Queijas).
*
Em suma, um belo vinho (mas do Celso Pereira espere-se sempre um pouco mais) a um preço mais que justo, posto que inferior a € 19. Nessa medida, ao invés do que é habitual, a nota final reflete o preço.


17-17,5
*
*
Próximos vinhos: Brunheda Vinhas Velhas (T) 2001; Quinta da Sequeira Grande Reserva (T) 2004; Dona Maria Reserva (T) 2003

5 comentários:

João Barbosa disse...

belíssimo

João Barbosa disse...

belíssimo

João Barbosa disse...

belíssimo

Copo de 3 disse...

Isso de andar a comer rabo tem que se lhe diga... haha

Abraço

Pingus Vinicus disse...

Sou conhecido por andar sempre desalinhado.
Não morro de amores pelo Quanta Terra. Parece-me que aposta naquele estilo que anda a fartar-me: Fruta e potencia.

Um abração