quarta-feira, setembro 26, 2007



Mirto (T) 2002

Ramón Bilbao foi um dos vários produtores de La Rioja a compreender a necessidade de modernizar o perfil dos seus tintos. Este Mirto surge como o seu topo de gama. Pois bem, 5 anos após a colheita, e mais de 3 anos em garrafa, continuamos a ter aqui um projecto (magnífico) de vinho. Dizemos "projecto" pois ainda é preciso esperar por ele, tanta é a força que demonstra ter, bem patente, aliás, na opacidade da sua cor violeta.

No nariz cativa apesar de se mostrar fechado (ou por isso mesmo...). Mas "tem lá tudo"; ou seja: camadas de fruta preta viciosa e madeira sedutora. Na boca mostra enorme estrutura, é fresco, de acidez fantástica e taninos monstruosos. Referências a petróleo, alcatrão, torrados, e tinta-da-china, tudo isto e mais um final elegante e frutado. É possível? É pois!

Um vinho quase perfeito com muitos anos pela frente.
18

Próximos vinhos: Geol (T) 2003; Churchill LBV (P) 2000; Francisco Nunes Garcia Reserva (T) 2001; Quinta do Infantado Reserva (T) 2003; Quinta do Cerrado Reserva (T) 2003; Quinta da Sequeira Grande Escolha (T) 2002; Calços do Tanha Reserva (T) 2003.

9 comentários:

Copo de 3 disse...

Se o Mirto é quase perfeito com 18 valores, conheço alguns que te devem sair da escala.

Kroniketas disse...

E quanto custa essa maravilha?
Não tenho bebido muitos vinhos espanhóis, mas curiosamente dos que já bebi os de Rioja ficaram entre os meus preferidos.

Copo de 3 disse...

Ronda os 30€ que a meu ver não se justificam para o vinho em questão.

João Barbosa disse...

Com dois anos em barrica não estará com demasiada madeira?

Nuno de Oliveira Garcia disse...

Caros,

A madeira é assim... tanto dá para o pior (em excesso) como para o melhor. Neste caso, a força é tanta, os taninos tão vincados, que toda a madeira (e a sua oxidação) é bem vinda. Penso eu...

Quanto ao preço, é como tudo na vida, é uma questão de gosto, de vontade e de possibilidade. Quando atribuo 18 a um vinho o preço deixa de ser o principal.

Nuno

Copo de 3 disse...

Bem com essa do preço ser uma questão de gosto, arrumaste comigo.

E não te esqueças, na outra prateleira há sempre um vinho melhor do que aquele que tu compraste.

J. Gómez Pallarès disse...

Este Mirto es un vino que me gusta mucho también. Es cierto que la madera está muy presente, pero da unas notas terciarias de cedros nobles, de torrefactos que me gustan. No siempre es así en estos "nuevos" riojas, pero Mirto no me pesa en la boca cuando lo pruebo, eso síd ecantado una hora antes y a 16ºC para el servicio.
Saludos,
Joan

Nuno de Oliveira Garcia disse...

Caro Joan,

Obrigado pelo teu comentário.

Nuno

cvem disse...

POR FAVOR, ONDE POSSO ENCONTAR O MIRTO EM SÃO PAULO OU BRASÍLIA?