quinta-feira, agosto 30, 2007


Casa de Vila Verde Alvarinho (B) 2005


A cor carregada faz adivinhar o estilo... é a fruta madura que domina um nariz pouco complexo. A boca tem textura, uma certa dose de peso faz-se notar (e, por isso, tem de se beber bem fresco), e temos mesmo alguma untuosidade... menos acidez do que espera para um vinho verde, mesmo sabendo que se trata de um alvarinho. A casta está bem definida, mas é pena o impacto da fruta tropical não permitir espaço à mineralidade - não parece ser defeito mas feitio, pelo que cabe provar a colheita de 2006 para tirar as dúvidas (apesar de 2006 ter originado, em regra, verdes menos frescos que 2005). Servido a 10º, servirá bem para acompanhar peixe assado no forno. 14,5

*

Próximos textos: espumante Vértice Grande Reserva 1992, Duas Quintas celebração (T) s/data; Vila Santa (T) 2004; Sierra Cantabria Gran Reserva (T) 1996; Mirto (T) 2002; Geol (T) 2003

2 comentários:

Cactus Jack disse...

E o preço é de...

Nuno de Oliveira Garcia disse...

Não deve ser muito caro. Acredito que ande entre os € 4 e os € 6.

Nuno