domingo, março 14, 2010

Mais um (do mesmo) devaneio


Ainda sobre as publicações à volta do vinho, detenho-me novamente em frente ao local onde compro jornais e revistas, e penso nos profissionais do sector. Sobretudo nos escanções, mas também nos proprietários de garrafeiras e nos empresários de hotelaria. E claro, nos produtores. E claro, nos próprios jornalistas. É muita gente (!), bem sei; mas não serão, ainda assim, revistas em excesso?
***

2 comentários:

Rui Lourenço Pereira disse...

E ele a dar-lhe.....

NOG,

Produtores de vinho são cerca de 200.000 se a memória não me falha. Engarrafadores são muito menos. Consumidores são às paletes mas o consumo médio ronda os € 2,21 por garrafa de vinho.

As revistas têm todas estilos diferentes querendo, acho eu, atingir públicos diferentes. Se reparares a tiragem delas também não é, digamos, ilimitada.

Penso que há público para todas podem é não venderem-se a toda a hora e como tal não terem o lucro esperado.

Corregedor disse...

ó garcia, já lias um guia!!

escansões???
meteste a cedilha nos calções


advogados... erros de ficarmos pasmados!