terça-feira, Janeiro 31, 2012

Do antigamente


Quinta das Bageiras (t) 1990

Um dos primeiros vinhos do produtor Mário Sérgio Nuno (talvez mesmo o seu primeiro tinto com rótulo) e logo num ano muito positivo para a Bairrada. Vivo de cor encarnada garrafa no copo, revela aroma típico da baga, num bouquet suave de frutas vermelhas e um toque citrino da evolução. Boa prova de boca, potente e saborosa que, todavia, poderia ter mostrado um pouco mais de complexidade. Final curto.

Nenhuma razão existe para não provar este tinto de estreia de um produtor cada vez mais - merecidamente - em destaque (dos brancos aos tintos passando pelos espumantes), a não ser, talvez, o facto de não se encontrar à venda. 

segunda-feira, Janeiro 23, 2012

Provas

Quinta do Cerrado Encruzado (b) 2009

Mantém-se a um bom nível este Quinta do Cerrado. Menos expressivo que outros Encruzados, mas não menos mineral, é fresco, não tem excesso de peso, e acarreta um bom final de boca. Não apresenta malabarismos nem disfarces, sendo directo e franco. Encontra-se facilmente à venda em superfícies como o ECI, a preço simpático o que é outra vantagem. Poderá ser guardado por mais 2 ou 3 anos.

16,5 

quarta-feira, Janeiro 18, 2012

Provas

Burmester Touriga Nacional (t) 2009

Cativante este Touriga Nacional da Burmester, que poderíamos apelidar de um vinho de equilíbrio... equilíbrio entre generosidade na fruta e frescura activa, entre alguma extracção e um corpo delgado. Por outro lado, também, a Touriga não surge neste tinto de forma impositiva nem carregada, preferindo-se um registo mais subtil e leve. Por isso, revela-se particularmente apto a combinações gastronómicas, mesmo se consumido em novo.

Tratar-se de um lote de TN de diferentes terroirs, parte do Cima Corgo, parte do Douro Superior, pode explicar o acerto. A contensão enológica (aparentemente miníma ou minimal) pode explicar o resto, e nós agradecemos.

17,5