domingo, Setembro 27, 2009

Feiras de Vinhos: ECI & Continente

Aqui ficam as nossas sugestões de compras após a visita a dois hipermercados. A euforia das Feiras de Vinhos já passou é certo, mas em "tempos de crises" continuam-se a fazer bons negócios e talvez seja esta a melhor altura para açambarcar. Vejamos:

ECI
  • Aneto Reserva (B) 2008 a €11,95 - é, a nosso ver, um grande branco a um grande preço, criação de Francisco Montenegro (Qta Nova e Bétula), pelo que não hesite em comprar;
  • Graínha (B) 2008 a €10,45 - a nosso ver, está um dos mais vibrantes brancos durienses no mercado (mais um de Francisco Montenegro), fácil e descomplexado com acidez muito viva e ligeiramente crocante;
  • Quinta de Cabriz Encruzado (B) 2008 a €5,49 - este é já um clássico do universo "Dão Sul/Global Wines", sempre um campeão na RPQ e cada vez com menos madeira saliente (o que nos agrada);
  • Quinta do Infantado Reserva (T) 2007 a €22,50 - será possível este preço (?); este não o vimos na prateleira, apenas no catálogo (começamos a duvidar se o preço estará correcto...), mas a ser verdade vale comprar uma caixa.

Continente
  • Quinta do Cerrado Encruzado (B) 2008 a €5,49 - um 100% Encruzado de primeira linha, extremamente mineral mantendo boa RPQ, uma marca que tem vindo a crescer junto do público (está mais barato do que no ECI);
  • Herdade do Meio Garrafeira (T) 2004 a €15,99 - mais uma vez aparece este tinto a preço de saldo, um bom vinho (mas não excelente) de um projecto que "deu as últimas" (ao que tudo indica); vale muito a pena experimentá-lo a este preço.

quarta-feira, Setembro 23, 2009

Provas

Valle Pradinhos (B) 2008

A invulgar composição de castas, a frescura e limpidez de palato, e a manutenção, ano após ano, de uma qualidade significativa e preço estável, são tudo características do vinho sobre o qual vamos escrever (ver aqui e ali para colheitas anteriores).

O facto do "estilo" deste vinho branco transmontano se manter constante independentemente da colheita é, sem dúvida, um atributo, sobretudo num país habituado a variações na qualidade das marcas (talvez seja o lado germânico de Rui Cunha, enólogo responsável por este vinho).


Contudo, a nosso ver, esta versão de 2008 está ligeiramente diferente: está mais vidrada, mais mineral, mais contida, mais séria enfim. É certo que, à semelhança de anos anteriores, mantém a expressividade floral da Gewürztraminer na prova do nariz (secundada pela Riesling e Malvasia Fina), mas mesmo esse carácter floral encontramos mitigado em relação a anos anteriores beneficiando de maior presença de notas minerais. É certo que, à semelhança de anos anteriores, existe um prolongamento final na boca ligeiramente adocicado, mas neste ano está mais austero e saboroso.

Nós, ao invés de outros certamente, preferimos esta versão do Valle Pradinhos branco, achamo-la mais versátil e com mais garra. Aos consumidores, todavia, caberá a palavra final. Em suma, de nós para nós, o Valle Pradinho branco está igual a sempre, mas um pouco mais ao nosso gosto...

17

Próximos vinhos: Athayde Grande Escolha (T) 2007; Vallado Moscatel Galego (B) 2008; Quinta do Tedo vintage (P) 2007; Quinta das Marias TN (T) 2006; Altas Quintas Reserva (T) 2005

quinta-feira, Setembro 17, 2009

Provas


Conventual Reserva (B) 2007

Aqui está um vinho que nos agradou subjectivamente. Isto é que, na ausência de eloquências, revelou um conjunto de atributos que muito nos agradam.

Esteve fresco, tanto na prova de nariz como na de boca. Mostrou garra na boca com fruta branca de qualidade. E esteve simples e directo, sem aquelas "complicações" e "sofisticações" que, quando mal trabalhadas e mal harmonizadas, (só) causam confusão no momento da prova e do desfrute.

Foi assim: fresco, com fruta, muita garra e descomplexado. Parece fácil, não é? Pois a este preço não conhecemos muitos.

Na versão de 2008, que ainda não provámos, substituiu-se o tradicional rótulo de cortiça por um de papel prata com letras pretas (para a versão tinta, o rótulo é dourado com letras pretas, e faz lembrar mais o antigo). A ver vamos, em breve, se o estilo também cambiou...

16,5


Próximos vinhos: Valle Pradinhos (B) 2008; Athayde Grande Escolha (T) 2007; Vallado Moscatel Galego (B) 2008; Quinta do Tedo vintage (P) 2007; Quinta das Marias TN (T) 2006; Altas Quintas Reserva (T) 2005