terça-feira, Maio 31, 2005

Aragonês 2003 João Portugal Ramos (T)

O imediato sabor da uva - por ser a mesma - lembra-nos as provas de alguns "tempranillo" em Espanha neste Inverno (recordamos alguns vinhos mesmo de zonas que não são facilmente confundíveis com o Alentejo). Cor algo deslavada, mas em todo o caso bonita. Algum corpo (mas bem diferente do que o "Vila Santa" referido no post supra, o que se justifica provavelmente por um menor estágio), não avassalador. Menos fruta silvestre e mais ameixa. Alguma compota quando bebido a acompanhar doce. Final forte e personalizado. Preço agradável abaixo dos 15€.
.

sábado, Maio 28, 2005

Aneto 2002 (T)

Este vinho é uma estreia e para estreia está muito bom. Provámos no Chafariz do Vinho acompanhado das típicas tâmaras com bacon. O nome do vinho, curioso, resulta de uma planta aromática abundante em zonas baixas do Douro.
Ainda que de um ano difícil, tem bom corpo e boa cor mas o nariz começa por desapontar. De resto muito bom, fantástica complexidade em harmonia. Álcool presente mas não em excesso, o mesmo se diga para a madeira.

Três Bagos Sauvignon Blanc 2003 (B)

Provado na Fortaleza do Guincho com copos próprios e a uma temperatura adequada (fresco mas não gelado). Estupendo Sauvignon Blanc, cor límpida (pelo batonage ?), e algum sabor a maracujá. De resto, notas vegetais, presença de álcool e muita madeira justificada pelo estágio em barrica. Um vinho fantástico que se afasta dos vinhos extra-frescos de Verão e que por isso poderá não ter muitos adeptos. Mas prová-lo com vieiras é uma obrigação. Preço recomendado aprox. 10 €.